Matéria sobre calçadas no Metro

Saiu na edição de hoje do Jornal Metro de São Paulo, uma matéria sobre calçadas, onde dei uma entrevista.

matéria sobre calçadas no jornal metro

Segue o texto na íntegra, que fala sobre as condições das calçadas na cidade de São Paulo.

SP é a cidade onde o pedestre não tem vez

Arquiteta diz que 98% das calçadas estão irregulares.
Por ano, 100 mil sofrem quedas causadas por buracos.

Márcio Apolinário
www.readmetro.com

Todo mundo sabe que andar a pé em São Paulo é uma verdadeira aventura: é preciso ficar de olho nos buracos, desníveis, fendas e entulhos deixados irregularmente.

A cada ano, 100 mil paulistanos sofrem quedas nas calçadas esburacadas da cidade, segundo estudo do Ipea.
Além disso, pesquisa Datafolha mostra que a situação das calçadas é a principal reclamação do paulistano.
“É terrível andar de salto pelas calçadas. Na rua Augusta, é preciso andar no meio dos carros”, reclama a estilista Marina Mansur.

A situação das calçadas é a principal reclamação, segundo pesquisa do DataFolha.

De acordo com a arquiteta Karla Cunha, nem 2% dos passeios respeitam a lei.
“A prefeitura só investe nos locais com visibilidade, como a avenida Paulista”, diz Karla.

Um exemplo da falta de fiscalização é um buraco aberto há mais de um mês na rua Sergipe, perto da Consolação, que obriga os pedestres a se arriscarem no meio do trânsito (veja foto).

Conservar as calçadas é responsabilidade do morador, mas cabe à prefeitura fiscalizar e multar em até R$ 192 (por metro) quem não cumpre a lei.
Nos primeiros seis meses deste ano, no entanto, foram aplicadas apenas 1.226 autuações. Isso significa que cada um dos 700 agentes vistores multou menos de dois imóveis nesse período.
Apesar de baixo, o número de multas está crescendo. No ano passado, foram 1.052.

A prefeitura afirma que, de 2005 a 2010, foram reformados 700 kms de calçadas.
Em relação ao buraco na rua Sergipe, diz que já notificou as duas concessionárias que realizaram serviços no local.
A prefeitura declara, ainda, que realizou manutenção na rua Augusta em maio.

Deixe uma resposta