Arte e loucura

Lembro direitinho, quando era criança, de ter o Juqueri (ou Juquery) como referência de hospício, já que naquela época era assim mesmo que se falava e havia pouquíssimo cuidado e atenção com deficientes físicos ou intelectuais.

E uma oportunidade de conhecer melhor a história dessa instituição é visitar uma exposição super interessante, que mostra parte da coleção do Dr. Osório César (1895-1979), fundador e diretor da Escola Livre de Artes Plásticas, que funcionou no hospital entre 1956 e meados da década de 1970.

De 12/06 a 11/10, o MASP apresenta a exposição Histórias da loucura: desenhos do Juquery, inaugurando um novo espaço expositivo no primeiro subsolo do museu.
A mostra reúne cerca de 100 desenhos feitos por internos do Hospital Psiquiátrico do Juquery, localizado em Franco da Rocha, São Paulo.

História

Médico psiquiatra do Juquery por mais de quatro décadas, Dr. Osório César foi um dos pioneiros no Brasil a pesquisar e a aplicar o uso da arte como recurso terapêutico em pacientes psiquiátricos.
Por acreditar tanto na potência artística dos internos quanto nas qualidades estéticas de seus trabalhos, Dr. Osório César, que foi casado com a artista Tarsila do Amaral, promoveu exposições de desenhos e pinturas criados no Juquery.
O MASP sediou duas delas: em 1948, um ano após a inauguração do museu, e em 1954.
Em 1974, o médico doou sua coleção particular ao MASP, fato que atestava seu desejo de salvaguardá-la como um acervo de arte, ao invés de arquivá-la como parte de seus estudos.

Histórias da loucura: desenhos do Juquery retoma o interesse do museu por essa inestimável coleção, possibilitando a recuperação de histórias plurais, que tratam tanto de sua própria história, quanto da produção desses autores que passaram a integrar um importante acervo de arte na condição de artistas.

Sobre o Juquery

O Hospital Psiquiátrico do Juquery, ora denominado Asilo de Alienados do Juquery, foi inaugurado em 1898. O projeto arquitetônico foi concebido por Ramos de Azevedo e a administração das primeiras décadas do complexo ficou a cargo do médico psiquiatra Francisco Franco da Rocha, que dá nome à cidade-sede do hospital.

 

fachada do antigo hospital do juquery | imagem: secrearia da cultura

Atualmente, o Complexo Hospitalar Juquery desenvolve uma política antimanicomial, com atividades ligadas à saúde e ao bem estar da população paulistana.

Maiores informações:
Local: MASP
Endereço: Av. Paulista, 1578
Cidade: São Paulo
Horários: terça a domingo, das 10:00 às 18:00 h e quinta-feira: das 10:00 às 20:00 h
Ingressos: R$25,00 (entrada) e R$12,00 (meia entrada)
Entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo, e às quintas-feiras, a partir das 17h.

Deixe uma resposta