Cultivo orgânico no alto da cidade

As áreas desperdiçadas nos topos dos prédios sempre me incomodaram. É só levar em conta que em uma metrópole como São Paulo, por exemplo, com grande parte da sua superfície forrada de edifícios, essas coberturas são equivalentes à sua implantação. Temos então uma grande área livre, fragmentada em cada prédio, mas mesmo assim disponível para diversos usos.

E foi justamente pensando no melhor aproveitamento desses espaços que a suíça Urban Farmers trouxe para cá a iniciativa de produzir alimentos orgânicos nas coberturas livres dos grandes edifícios paulistanos.

 

cultivo orgânico em estufa | imagem: urban farmers
container que funciona como escritório do projeto | imagem: urban farmers

O sistema de cultivo utilizado é o da aquaponia, que une a hidroponia (cultivo de plantas em água) com a aquicultura (criação de organismos aquáticos). Essa escolha aproveita ao máximo a água do processo, já que a mesma, utilizada nos tanques, é direcionada às plantas, fornecendo a elas seus nutrientes e depois passa por um processo de filtração, voltando em seguida para os peixes.

 

diversidade de alimentos livres de agrotóxicos e pesticidas, direto do produtor | imagem: urban farmers

A ideia agora é buscar empresas como shoppings e hotéis, por exemplo, com áreas disponíveis a partir de 1.000 m² e dispostas a colaborar com a construção das estufas. Comerciantes locais e até o consumidor final poderão se beneficiar com a compra direta dos alimentos produzidos, reforçando dessa forma os conceitos de sustentabilidade, onde é preciso valorizar cada vez mais a produção local, principalmente de alimentos, evitando desperdícios, transportes desnecessários, atravessadores, etc.

Deixe uma resposta