Horta mandala

horta mandalaRespeitando os conceitos da permacultura, a horta mandala tem como principal característica a diversidade de cultivo, através do manejo equilibrado do solo e demais recursos naturais, e também de um trabalho harmonizado com a natureza.

Esse tipo de horta economiza água, trabalha com a diversidade de plantas, aproveita melhor o espaço, usa apenas fertilizantes orgânicos e poupa o solo.

A mistura de espécies tem um papel fundamental em todo processo, quanto maior a diversidade delas, maior o equilíbrio ambiental e menor o índice de pragas e a necessidade de intervenção.
Para isso, é necessário observar o que vinga e o que não vinga na região, pois há plantas companheiras e outras que não se toleram.

A rotatividade de plantas contribui para a saúde do solo, isso porque cada espécie precisa mais de um determinado nutriente que outra.
Se forem plantadas sempre a mesma espécie, logo o solo se esgotará nesse nutriente e quando alternamos espécies, o solo permanece rico.

A horta mandala prevê ainda a inclusão de animais, onde é possível utilizar o seu esterco como fertilizante.
Se for construído um tanque de água no centro, é possível introduzir peixes e também galinhas em cercados ao redor.

O termo mandala vem do sânscrito e significa sagrado ou círculo mágico.
Trata-se de um jardim de círculos concêntricos que respeitam a agricultura ecológica e onde um dos princípios é seguir as linhas orgânicas da natureza.

Confira algumas imagens

A horta mandala a seguir foi implantada pelo Pupin, representando a Família Orgânica e responsável pelo manejo orgânico do terreno.

horta em mandala em terreno
vista geral da horta mandala em terreno
vista aproximada da horta mandala
vista aproximada da horta mandala
detalhe da horta mandala
detalhe da horta mandala

A Item 6 Arquitetura e Sustentabilidade é responsável pelo projeto residencial do terreno, que está sendo previamente muito bem cuidado através do manejo orgânico de cultivo.

Confira o que já foi postado sobre o projeto residencial em Piracaia.

Fonte: Planeta Sustenável

Deixe uma resposta