Fábrica de Cultura Brasilândia

No mês de agosto fiz uma visita muito especial, a convite de uma amiga querida, fui conhecer a Fábrica de Cultura Brasilândia e fiquei encantada com a estrutura do lugar e as pessoas ali envolvidas.

 

vista superior da recepção da fábrica na brasilândia | imagem: arquivo pessoal

As Fábricas de Cultura são espaços de formação e incentivo às atividades artísticas e culturais que atuam em várias áreas e atendem, gratuitamente, crianças, adolescente e jovens, a partir dos 6 anos de idade, além de adultos, em cursos especiais. Aulas de teatro, dança, música, circo, artes plásticas, fotografia, grafite, capoeira, DJ, são algumas das oferecidas, além de uma estrutura física incrível, com teatro, estúdio de gravação, biblioteca e refeitório, à disposição da comunidade local.

O laboratório de pesquisa, no andar acima da biblioteca, tem acesso à internet e é sempre bem concorrido. Todos podem utilizá-lo por 1 hora diária, com direito a períodos extras, quando um trabalho escolar exigir ou mesmo para tratar de assuntos relacionados a emprego, por exemplo.

 

biblioteca com livros de temas diversos e equipamentos multimídia | imagem: arquivo pessoal
crianças utilizando os computadores do laboratório de pesquisa | imagem: arquivo pessoal
estúdio de gravação muito bem equipado | imagem: arquivo pessoal

Todas as atividades são oferecidas em prédios próprios, com 7 mil m² de área construída, totalmente acessíveis, aliás, a acessibilidade está presente não só na arquitetura, através de rampas e elevadores de acesso, piso tátil e sanitários adaptados, mas também nos equipamentos, como os leitores de audiobooks, impressoras em braille e equipamentos que permitem a leitura para pessoas com deficiência visual e motora. Também são oferecidos cursos especialmente desenvolvidos para atender crianças, jovens e adultos com deficiência física ou intelectual.

 

grafites desenvolvidos pelos alunos e renovados periodicamente | imagem: arquivo pessoal

As Fábricas de Cultura são um projeto da Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, ao todo são 10 unidades divididas assim:

5 unidades nas Zonas Norte e Sul, gerenciadas pela POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura:

  • Brasilândia
  • Capão Redondo
  • Jardim São Luis
  • Jaçanã
  • Vila Nova Cachoeirinha

5 unidades na Zona Leste, administradas pelo Catavento Cultural e Educacional:

  • Vila Curuçá
  • Sapopemba
  • Itaim Paulista
  • Parque Belém
  • Cidade Tiradentes

 

Mas voltando à Fábrica de Cultura Brasilândia, é importante ressaltar o papel de estruturas como essa dentro da comunidade, pois, na grande maioria das vezes, elas são a única opção de cultura e lazer para os moradores de um entorno tão carente.

As Fábricas, além de promoverem atividades fora do horário escolar e tirar das ruas crianças e jovens da região, também oferecem oportunidades raras de um aprendizado de qualidade à pessoas acostumadas desde cedo a não pertencerem à cidade nem a tudo o que ela oferece, crianças e jovens que experimentam da pior maneira possível o gosto amargo da segregação e da injustiça social.

 

triste entorno da fábrica de cultura brasilândia | imagem: arquivo pessoal

Fica então aqui a dica de passeio, vale a pena conhecer de perto e também se envolver com os vários projetos culturais!

Deixe uma resposta