Conheça os parklets

Conhecidos há alguns anos em outros países, os parklets ou minipraças, como também são chamados, se espalharam pela cidade de São Paulo após regulamentação da prefeitura para sua implantação em locais originalmente reservados aos automóveis. São pequenas áreas criadas para humanizar os espaços públicos e que podem ser equipadas com bancos, floreiras, mesas, cadeiras, aparelhos de exercícios físicos ou outros elementos de mobiliário, sempre com a função de recreação ou de manifestações artísticas.

 

parklet implantado na rua padre joão manoel, ao lado do conjunto nacional | imagem ecoeficientes

Eu, pessoalmente, tive ótimas experiências nos que visitei, eles são acolhedores, democráticos e servem como um momento de pausa em meio à correria diária do paulistano, onde é possível estacionar a bike, tomar um café ou apenas descansar.

O das imagens acima fica na Rua Padre João Manuel, quase esquina com a Av. Paulista e em frente ao Conjunto Nacional. A região tem vários estabelecimentos comerciais e logo à frente uma loja que serve café e pastéis de nata portugueses. Esse parklet tem bicicletário, bancos, mesas, lixeiras e paisagismo.

Como são implantados?

Os parklets somente podem ser implantados em vagas permanentes de estacionamento, podendo ocupar até duas delas em uma extensão de 10m. Verificou-se que um espaço de duas vagas de automóveis beneficia 40 veículos em um dia, ou 300 pessoas em um parklet.

 

desenho esquemático de implantação do parklet | imagem: prefeitura de são paulo

Para instalação, a proposta deverá atender às normas técnicas de acessibilidade, diretrizes estabelecidas pela CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) e pela CPPU (Comissão de Proteção à Paisagem Urbana). Caso o local indicado esteja em área envoltória de bens tombados, a implantação deverá ser aprovada pelo CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo).

Quem pode implantar um parklet?

A Item 6 Arquitetura desenvolveu o projeto de um parklet na região de Pinheiros, bem em frente à pizzaria Pizzada. Devo confessar que a burocracia é muito grande e que a Prefeitura de São Paulo é bem rigorosa em relação à sua aprovação e toda documentação solicitada, mas acredito que seja necessário para que esses equipamentos possam atender a todos sem desrespeitar os direitos dos demais cidadãos.

 

parklet bem em frente à pizzaria pizzada e projetado pela item 6 arquitetura e paisagismo | imagem: arquivo pessoal

A instalação dos parklets pode ser de iniciativa da administração pública, pessoas físicas ou jurídicas e os custos referentes à instalação, manutenção e remoção do parklet são de responsabilidade exclusiva do mantenedor. No caso de pessoas físicas ou jurídicas, a solicitação deverá ser feita na praça de atendimento da Subprefeitura competente, de acordo com as especificações do Manual Operacional de Implantação. Caberá também à Subprefeitura averiguar a conveniência do pedido e dar conhecimento público do mesmo.

Benefícios dos parklets

Os parklets são plenamente acessíveis ao público, ficando disponíveis à sociedade 24 horas por dia nos 7 dias da semana, assim como uma calçada. Lembrando que é vedada, em qualquer hipóteses, a utilização exclusiva por seu mantenedor, portanto, o estabelecimento que implantar um parklet não pode, por exemplo, impedir que qualquer pessoa use o espaço que é público.

 

benefícios dos parklets | imagem: prefeitura de são paulo

Onde encontrar os parklets?

Se interessou em visitar um desses espaços? Então confira o mapa e a lista dos parklets já implantados e em projeto na cidade de São Paulo e aproveite para dar uma olhada em algumas imagens desses locais tão importantes para as cidades.

 

parklet na rua oscar freire, altura do número 716, com vasos fixados em tela metálica | imagem: arquivo pessoal
parklet com formas geométricas na rua joaquim antunes | imagem: arquivo pessoal
parklet em frente à loja ponto frio, na alameda lorena, com biblioteca e bicicletário | imagem: arquivo pessoal
parklet com degraus em cores vibrantes em frente à galeria melissa, na rua oscar freire | imagem: arquivo pessoal

3 comentários em “Conheça os parklets

  1. Ótima matéria, Karla.
    Você sabe informar se é possível contar com instalação elétrica nos parklets e, em caso afirmativo, se a energia pode ser trazida diretamente da rede ou se fica a cargo do mantenedor, etc.?
    Grato.

    1. Olá Jayro,

      Segue a resposta que obtive através do Lincoln, do Instituto Mobilidade Verde, quanto à sua dúvida:

      “No manual não diz se pode ou não. Certamente que diretamente da rede não pode porque a AES vai exigir um responsável, instalar um relógio e um número de endereço para enviar a fatura.. No parklet da Oscar Freire foi colocado energia elétrica, mas eles fizeram uma obra de infraestrutura, o cabeamento colocado embaixo da calçada para iluminação. Sempre todo o custo e responsabilidade será do mantenedor”.

      Até mais,
      Karla.

Deixe uma resposta