Acessibilidade na votação

Os eleitores que possuem algum tipo de deficiência poderão exercer o direito do voto plenamente no pleito deste ano. O Tribunal Regional Eleitoral segue o planejamento iniciado em 2008 de melhorias nas condições de acessibilidade e o plano estratégico fez um trabalho de georreferenciamento para mapear os locais de votação que não possuem adaptações físicas nos prédios.

 

sessão acessível com urna adaptada | imagem: diário do nordeste

Além disso, as urnas serão adaptadas para que as pessoas que tenham problemas de visão possam votar, já que o texto em braile e um fone de ouvido acoplados às urnas permitirão que o eleitor confirme se o voto foi para o candidato desejado.

A página do Tribunal possui uma adaptação para que as pessoas com deficiência visual que possuem software no computador possam ter acesso ao conteúdo do site. Na sede do Tribunal Regional Eleitoral está disponibilizado um sintetizador de voz e um scanner para os usuários da biblioteca.

E em respeito às pessoas com algum tipo de deficiência que dificulte o acesso à informações online, este site está dentro dos princípios de acessibilidade preconizados pela Lei Federal de Acessibilidade, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida.

Fonte: Cidade Verde

Deixe uma resposta