Novos parques eólicos no Brasil

A Vale e a empresa australiana de energias renováveis Pacific Hydro firmaram uma parceria para construir e operar dois parques eólicos no Rio Grande do Norte.

Aqui no país, a Pacific Hydro tem 58 MW em operação em dois parques eólicos na Paraíba, que fornecem energia para a Eletrobras e a parceria é o primeiro modelo de comercialização de energia que combina mercado livre e autoprodução para parques eólicos no Brasil.

Internacionalmente, a companhia desenvolve e opera mais de 300 MW em parques eólicos e usinas hidrelétricas na Austrália, onde construiu o primeiro parque eólico comercial do país.
O grupo opera também 500 MW em hidrelétricas de correnteza no Chile.

De acordo com a Vale, as obras já possuem todas as licenças ambientais necessárias. A empresa brasileira será a única consumidora da energia produzida pelos parques por um período de 20 anos e utilizará toda a geração na autoprodução de suas operações.

O projeto terá investimento de R$ 650 milhões e a operação dos dois parques está prevista para começar em 2014.

Será que a implantação de mais esses parques eólicos abrirá caminhos para novos modelos de gestão do fornecimento de energia em nosso país?
Esperamos que sim, pois temos as condições ideais em nossa faixa costeira, tão pouco aproveitada, para a exploração da energia eólica, mas como também temos (sabe-se lá até quando) água em abundância e muito barata para o consumidor final, esses novos investimentos parecem ainda não interessar o bastante.

Uma pena, pois poderíamos estar muito mais adiantados no uso de energias renováveis, como acontece em países da Europa, onde o usuário, além de produzir e consumir sua energia de forma independente, também pode devolver à rede o excedente, que ainda é comprada pelas concessionárias.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta