As cidades mais acessíveis da Europa

 

Obviamente que estamos há anos-luz de distância de cidades europeias no quesito acessibilidade, mas aos poucos (e muito mais devagar do que deveriam), as principais cidades brasileiras se adaptam aos usuários ignorados por tanto tempo, as pessoas com deficiência ou mesmo mobilidade reduzida.

Mas apesar de mudanças significativas em nossa legislação, na prática, a falta de fiscalização dos espaços privados e até públicos, ainda são barreiras que dificultam e impedem o direito de ir e vir de todas essas pessoas. A ausência, além do projeto e execução equivocados de escadas, rampas de acesso e sanitários, por exemplo, são pontos tão primários, em se tratando de acessibilidade, que deveriam envergonhar e revoltar arquitetos e os principais envolvidos nessas questões.

Confira então a lista das cidades mais acessíveis da Europa, segundo o ENAT (European Network for Accebible Tourism) , traduzindo, Rede Europeia de Turismo Acessível, que concede um importante prêmio anual às cidades que se destacaram nos seguintes aspectos e compromissos:

– Ter comprovadamente melhorado a acessibilidade nas seguintes áreas:
» Edificações e espaços públicos da cidade;
» Transportes e infraestruturas urbanas;
» Informação e comunicação, incluindo equipamentos e serviços públicos.
– Estar comprometida com a melhoria contínua na acessibilidade de uma forma sustentável;
– Poder atuar como um modelo de incentivo a adoção das melhores práticas em todas as outras cidades europeias.

E as cidades premiadas foram:

2016 – Milão, Itália;
2015 – Borås, Suécia;
2014 – Gothenburg, Suécia;
2013 – Berlim, Alemanha,
2012 – Salzburg, Áustria;
2011 – Ávila, Espanha.

Definições

A deficiência física é a alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano, acarretando o comprometimento da função física. Já a pessoa com mobilidade reduzida é aquela que, não se enquadrando no conceito de pessoa com deficiência, tem dificuldade de movimentar-se, permanente ou temporariamente, gerando redução efetiva da mobilidade, flexibilidade, coordenação motora e percepção. Então gestantes, idosos, pessoas com crianças de colo ou mesmo que sofreram alguma lesão tamporária, por exemplo, são consideradas pessoas com mobilidade reduzida.

Serviços

Baseada nessa norma da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e também na legislação em vigor, a Item 6 Arquitetura desenvolve projetos arquitetônicos para adequação de áreas comuns de edifícios comerciais e residenciais, possibilitando assim uma melhor qualidade de vida aos usuários e o direito de ir e vir de todas as pessoas com liberdade, autonomia e segurança.

Deixe uma resposta