Participação no programa Caldeirão do Huck

No dia 14 de dezembro, foi ao ar a minha participação no programa Caldeirão do Huck, onde tive a incrível oportunidade de ser jurada técnica no quadro Jovens Inventores.

O objetivo da atração é descobrir e mostrar para todo o Brasil boas iniciativas de jovens que encontram soluções para problemas de suas comunidades através de inovações.

E por se tratar de um projeto no setor da construção civil e com características sustentáveis, me chamaram para fazer algumas considerações sobre um tijolo solo-cimento produzido a partir das cinzas do bagaço de cana.

As responsáveis pelo projeto são as alunas do IFAL (Instituto Federal de Alagoas) Taísa Tenório e Samantha Mendonça, orientadas pela professora Sheyla Marques, que com muita pesquisa e determinação, conseguiram desenvolver um tijolo ambientalmente correto, que reutiliza um resíduo do processo de queima da cana-de-açúcar e ainda exerce um importante papel social na comunidade local.

registro da nossa participação no programa

Pena que não consegui falar mais sobre a importância de intervenções como essa, genuinamente sustentáveis por suas características em todo o processo, desde a sua concepção, passando pela produção até a sua implantação.

Projetos como esse, oriundo de Palmeira dos Índios, em Alagoas, precisam ser divulgados para que sirvam de exemplo de como as soluções mais simples, porém não menos grandiosas, podem impactar positivamente nas vidas de pessoas de uma comunidade, desprovidas do mínimo para viverem com dignidade.

Lembrando que sustentabilidade não existe sem a questão social e que não basta ser ambientalmente correto para carregar essa bandeira, é preciso ir bem mais fundo, pensar no todo e em todos os envolvidos, direta e indiretamente.

Segue o vídeo do programa e espero sinceramente que ele inspire muitas pessoas a pelo menos pensarem no alcance e na força que as boas ações podem chegar a ter.

 imagem_video_caldeirão

Deixe uma resposta