Sobre o que mesmo?

Este texto foi publicado originalmente no blog Todas Elas, onde escrevo na seção Decoração.

sustainability

Olá, esse é meu primeiro post no Todas Elas, estou muito feliz com o convite para escrever aqui e compartilhar experiências e coisas bacanas com vocês.

Já que os meus posts terão muito a ver com as questões sustentáveis, gostaria de começar dando uma geral neste conceito, hoje já tão desgastado e mal compreendido.

Ao contrário do que se vê por aí, sustentável não é a mesma coisa que ecologicamente correto. Não é preciso virar um ecochato, nem levantar bandeira de defensor da natureza, para adquirir esta consciência. Aliás, acho tudo isso muito bobo, já que optamos por viver no meio urbano e saber lidar com seus problemas é uma questão de bom senso.
Ter atitudes sustentáveis tem mais a ver com escolhas, com qualidade de vida e com a forma que se enxerga o mundo em que vivemos.

Para ser sustentável, qualquer empreendimento humano tem que ser ambientalmente correto, economicamente viável, culturalmente aceito e socialmente justo. Portanto, não adianta um produto ser apenas ecologicamente correto, para ser considerado sustentável. É preciso também saber de onde ele veio, quais matérias-primas contêm, como foi produzido e transportado, quais e quantos resíduos gerou, entre tantas questões.

Mas esse é só um primeiro post e ao longo dessas nossas conversas tentarei passar o que venho aprendendo nessa minha área de atuação como arquiteta, sempre atenta ao que está acontecendo em nossas cidades e, principalmente, entre as pessoas, que, infelizmente, estão cada vez mais afastadas umas das outras.
E acredite, é possível aplicar esses conceitos no seu dia a dia, em casa, no trabalho, com mudanças simples que geram um retorno imediato de bem estar a você e a todas a sua volta.

Deixe uma resposta