Desencontros humanos

 

Este post é, definitivamente, um desabafo. Desabafo de uma pessoa cansada de insistir em valores que hoje poucos consideram importantes. E não é só na vida pessoal, falando da arquitetura, minha área de atuação, nunca vi profissionais tão desunidos!

Compartilhamento de ideias e informações por aqui? Poucas pessoas (ainda bem que conheço algumas delas) estão dispostas a deixar o ego de lado para abrir um projeto com aqueles interessados em se envolver de verdade.
Enfim, vou fazendo minha parte no que estiver ao meu alcance, quem sabe consiga chamar a atenção dos que pensam da mesma forma, mas é importante lembrar que conhecimento parado é conhecimento perdido e que boas ideias precisam ser compartilhadas!

É triste constatar que as pessoas nesta cidade se distanciam mais a cada dia, poucos fazem questão de contato e esse comportamento já é tão comum que a maioria nem acha estranho.
Ontem mesmo, um casal de vizinhos passou por mim e fingiu não me ver para não ter que me cumprimentar! Outros fecham o elevador rapidinho para evitar o trágico encontro e ainda têm aqueles que fecham a porta correndo quando tem alguém no andar, só para não ter que dizer “bom dia”.

Estamos tão carentes de pessoas bacanas que vamos todas às terças na feira do bairro. Lá os feirantes são super simpáticos, cumprimentam a freguesia e ainda sentem a sua falta se você chega um pouco mais tarde, não é lindo?

Somos de Santos, cidade de praia e talvez por essa razão as pessoas, de um modo geral, sejam mais felizes e acolhedoras. Sentimos falta de amigos por perto, temos poucos, é verdade, mas esses são especiais, se preocupam conosco e, apesar de terem seus problemas (como todos os mortais), sempre dão um jeitinho de mostrar sua solidariedade.

Pena que a correria do dia a dia, o excesso de compromissos que acumulamos no nosso curto período diário e a própria distância física entre os lugares, acabe dificultando ainda mais esses contatos tão importantes.
Mas deixo aqui meu reconhecimento aos amigos presentes, que se preocupam com você e que, por saberem dos momentos difíceis que por acaso estiver passando, estão sempre por perto, mesmo que distantes. Amigos de verdade não te trazem mais problemas, eles, no mínimo, sinalizam que estão por aí, caso precise.

Deixe uma resposta