Hashis usados viram produtos

A criatividade não tem mesmo limites num mundo onde a sustentabilidade oferece cada vez mais possibilidades de negócios.

E um bom exemplo de que nada se cria, tudo se transforma (ou pelo menos deveria ser transformado), está nos vários itens produzidos a partir de hashis usados.

São bilhões de “palitinhos” utilizados para consumir comida oriental e descartados em todo mundo.
Só no Japão, são 274 toneladas de hashis descartados e incinerados diariamente, que, além do desperdício, provocam a liberação de gases tóxicos à atmosfera.

E foi pensando nesse número tão expressivo que algumas empresas e artistas plásticos resolveram tomar a dianteira e, por que não, lucrar dentro dos conceitos sustentáveis.

Confira alguns desses produtos comercializados pela americana Kwytza Chopstick Art, que também desenvolveu uma técnica para higienização dos hashis usados.

fruteira | imagem: da kwytza chopstick art
luminárias | imagem: coletivo verde
chinelos | imagem: coletivo verde

Para maiores informações sobre como adquirir esses e outros produtos, confira aqui a relação de lojas representantes da marca.

Fonte: Coletivo Verde

2 comentários em “Hashis usados viram produtos

  1. Excelente a questão de reaproveitar os Hashis, não sei se o chinelo seria muito confortável, mas as outras peças ficaram lindas. Gostaria de saber qual é a técnica de higienização que eles usam.

    1. Olá Luciana,

      Não sei qual é a técnica que eles usam exatamente, talvez você consiga essas informações através do link de contato que passei no post!

      Boa sorte e até mais,
      Karla.

Deixe uma resposta