Energia solar fotovoltaica

Muitas pessoas gostariam de poder implantar um sistema de energia solar fotovoltaica em suas residências, mas o assunto ainda deixa muitas dúvidas sobre a sua viabilidade e eficiência.

E foi pensando em esclarecer algumas dessas dúvidas que resolvi escrever este post, pois este é um assunto muito polêmico e que gera diversas confusões na maioria das pessoas.

Pra começar, não podemos confundir energia solar fotovoltaica com a energia solar fototérmica, geralmente empregada no aquecimento de água para uso residencial.
O aquecimento da água através da energia solar é muito eficiente em residências e está sendo cada vez mais usado para substituir a energia elétrica convencional em chuveiros, torneiras e piscinas, por exemplo.

Já a energia solar fotovoltaica, apesar de ser uma fonte renovável e limpa de energia, não é viável para ser implantada em áreas urbanas.
Ela não substitui a energia elétrica convencional se esta estiver disponível a menos de aproximadamente 3 KM do local e é apenas uma alternativa viável para lugares onde não há eletricidade e para demanda de consumo pequena.

Já sobre o seu retorno financeiro, o custo da energia solar fotovoltaica é muito alto em função da sua tecnologia de ponta, o retorno de seu investimento deve ser pensado a longo prazo (mais de 15 anos) e, portanto, para locais já servidos pela energia convencional, a energia solar fotovoltaica é inviável.

Algumas perguntas frequentes:

  • Quanto custa um gerador solar de pequeno porte?
    R.: Um gerador pequeno pode custar menos de R$2.000,00 mas ele pode alimentar só umas 3 lâmpadas de 11W durante 3 horas por dia. À medida que você aumenta o numero de lâmpadas e de aparelhos e o tempo que eles permanecem ligados diariamente o custo vai subindo quase proporcionalmente. Se você quiser alimentar cargas de alto consumo como refrigerador, ventilador, televisores grandes o custo sobe muito.
  • Vale a pena instalar um gerador solar para economizar na conta mensal de energia da concessionária?
    R.: Se seu objetivo é somente economizar não vale a pena pois a redução que você obtém em sua conta de energia não compensa o custo financeiro do investimento realizado. Para você reduzir 50 kWh/mês (ou cerca de R$30,00/mês conforme a tarifa) de sua conta você precisará investir cerca de R$15.000,00.
  • Já tenho o fornecimento de energia convencional, é possível instalar um gerador solar sem baterias e conectado diretamente à rede elétrica da concessionária de energia?
    R.: Os geradores solares conectados diretamente à rede elétrica são muito comuns em diversos países mas não ainda no Brasil, onde são instalados
    apenas em universidades e centros depesquisas para fins experimentais e de demonstração. Este tipo de gerador só se torna viável economicamente quando o governo edita uma legislação especifica e proporciona diversos incentivos fiscais e econômicos. No Brasil esta legislação ainda está em estudos e discussões.

Para maiores informações sobre a implantação de sistemas residenciais eficientes, entre em contato.

Fonte: Solenerg Engenharia

5 comentários em “Energia solar fotovoltaica

  1. No programa Globo Ecologia do último domingo (14/Out/2012) apresentaram uma matéria falando do município de Aparecida do Norte, interior de SP, onde a concessionária está instalando relógios digitais como em muitos países da Europa, que calcula a energia consumida e a energia excedente (se houver) fornecida à rede. Isto chama-se micro-geração. Alem de outras providências na mesma cidade como adoção de lâmpadas LED na iluminação pública e aquecedores solares (não sei se subsidiados pela concessionária ou pela prefeitura). Até que enfim esse conceito começa a chegar por aqui.

  2. Karla, ótima iniciativa de esclarer sobre a energia solar.
    Gostaria apenas de atualizar os dados :
    1 painel fotovoltaico de 80 watts gera em média : 20 KWh por mês e custa atualmente R$ 600,00.
    3 paineis vão gerar 60 Kwh por mês.
    É necessário tambem um aparelho chamado inversor para ligar este sistema diretamente à rede elétrica da casa. Este inversor custa aproximadamente 400 reais.
    Portanto o sistema todo custa R$ 2.2oo,oo . Isto vai gerar uma economia mensal de 60 Kwh que a valores de hoje corresponde a R$ 36,00 .
    Portanto : divindo o custo inicial de R$ 2.200,00 pela economia mensal de R 36,00 , teremos um retorno de investimento em 60 meses (5 anos) . Isto na situação de hoje (novembro de 2012).
    podemos ter a certeza que os custosdos paineis fotovoltaicos vão continuar em queda.
    Rogério (engenheiro eletrista) Monte real Ltda – Energia Eletrica Solar. montereal@nwnet.com.br

  3. Parabéns pela iniciativa Karla, é sempre bom matérias esclarecedoras e objetivas a respeito desse assunto tão importante. Gostei muito de ver não apenas as explicações como também os valores reais de custo de implantação e a diferença na economia quando comparando as duas fontes de energia.
    Gostaria, se possível, que você nos mostrasse um estudo parecido com a energia solar fototérmica.
    Vejo que o custo de implantação e, por isso, tempo para começar a valer a pena com essa fonte natural de energia é cada vez menor, se outros leitores como o Rogério puderem nos atualizar de tempos em tempos também seria muito bom.

  4. Parabéns Karla pelo tua exposição
    Mas, é importante informar que a região brasileira Com MENOR incidência de irradiação solar é 25% maior que a maior incidência de irradiação solar na Alemanha e, lá está sendo implantado sistemas de geração de energia elétrica a nível residencial, que associadas a outros geradores culminará com o fechamento de todas as Usinas Atômicas que produzem 37% da energia do país.
    É sabido que no Sistema Elétrico Brasileiro somente 30% da energia gerada nas usinas chega ao consumidor final (faturada), o resto é perda na transformação, transmissão e controle. A geração de energia (residencial em grande escala) mais próximo a carga será significante a medida que reduzem as perdas. A exemplo: cada 30 kW/h gerado numa residência no horário de carga industrial equivale a 100 kW/h que a usina armazena de água no seu reservatório para utiliza-la na hora de ponta de carga. Também a energia gerada próximo ao consumidor tem importância relevante no controle da tensão no sistema elétrico, viabilizando melhor a malha elétrica , reduzindo a probabilidade de riscos inerentes ao controle da malha do sistema elétrico.
    Harry Morais Mafaldo
    Fui despachante de Sistema Elétrico Brasileiro por 27 anos.

Deixe uma resposta