Gastronomia Responsável

Que tal comer uma comidinha de primeira, saber que ela respeitou vários princípios sustentáveis e ainda contribuir para projetos de proteção ao meio ambiente?

Pois é essa a proposta do Gastronomia Responsável, onde 15 restaurantes de Curitiba oferecem pratos fixos do cardápio ao custo máximo de R$30,00, e desse valor, R$1,00 é repassado à Fundação O Boticário de Proteção à Natureza.

Confira o vídeo do projeto:

Todas as receitas são feitas com ingredientes especiais e seguem, pelo menos, um dos princípios de conservação da biodiversidade, listados abaixo.

  1. Usar produtos orgânicos que dispensam o uso de agrotóxicos, fertilizantes e pesticidas. Seu cultivo preserva o meio ambiente já que não desgasta o solo nem contamina os recursos hídricos. O produtor de orgânicos também ajuda nos serviços ecossistêmicos, como o controle de pragas, o aumento da polinização e o da produtividade de algumas culturas;
  2. Preferir produtos regionais. Isso reduz o percurso do transporte de alimentos por caminhão, o que diminui a emissão de gases causadores do efeito estufa. Ainda evita o uso de energia para refrigeração dos alimentos. O Gastronomia Responsável também valoriza o uso de insumos originados de espécies nativas da região;
  3. Não utilizar espécies ameaçadas ou vulneráveis à extinção, como o palmito-juçara ou a castanha-do-pará. O consumo dessas espécies aceleraria seu desaparecimento da natureza, o que desequilibra os ecossistemas. Elas só devem ser usadas quando tiverem comprovação de origem responsável, que garante que o produto foi criado sob controle e que não vem de extrativismo ilegal. Outro cuidado é em relação a quantidade e frequência com que espécies aquáticas, como o camarão-rosa, o atum e a tainha, são explorados. A captura elevada de uma população, além de reduzir sua quantidade, prejudica o potencial de desova e as futuras capturas;
  4. Evitar desperdícios de alimentos para não tirar mais recursos da natureza e reduzir o descarte de resíduos. Algumas receitas aproveitam cascas, talos, folhas e sementes.

Quem adere aos pratos do Gastronomia Responsável recebe um selo de fidelidade ao movimento. Dez selos dão direito a um livro de receitas sustentáveis, que seguem os princípios do movimento, assinadas por chefs participantes.

Dessa forma, a união entre gastronomia e preservação poderá ser levada para dentro de casa e ainda mais disseminada entre os amigos e a família.

E, se você cozinha bem, pode enviar suas sugestões de receitas responsáveis através do site do movimento.

Tomara que o projeto possa ser logo implantado em todo o país e esses princípios cada vez mais divulgados, de modo que sejam incorporados no cotidiano das pessoas.

Fonte: Planeta Sustentável

Deixe uma resposta