Flutuador no Rio Tietê – 3º dia

Eis que chegamos ao 3º dia da jornada de Dan Robson como guardião do flutuador que faz as medições da qualidade da água no Rio Tietê.

Eu só não tenho mais tanta certeza de quanto tempo os dois levarão para chegar até o fim do percurso, pois além dos atrasos nos dois primeiros dias, os aguapés desse último trecho atrapalharam muito todo o planejamento para hoje.

dan e o flutuador no mar de aguapés l imagem: sptv
dan e o flutuador presos no mar de aguapés l imagem: sptv

dan resgatando o flutuador l imagem: sptv
dan resgatando o flutuador l imagem: sptv

Fora as patéticas imagens do nosso aventureiro preferido tentando se livrar dos aguapés que tomam conta do leito do rio nessa etapa do trajeto, só resta mesmo divulgar os índices de oxigenação da água levantados hoje.

Logo de manhã cedo, na zona rural de Mogi da Cuzes, o flutuador marcou 4,9 mg/l, ou seja, qualidade da água RUIM, e pela primeira vez até agora tivemos um índice tão baixo, medido junto aos aguapés, que marcou 2,2 mg/l.

A enorme de quantidade de aguapés pode parecer sinal de vida, mas na verdade é um alerta da natureza, pois toda essa vegetação só cresceu por causa dos fertilizantes e do esgoto despejados no rio.

O esgoto, nesse caso, funcionou como uma fonte de nutrientes, que contribuiu na proliferação desenfreada dessas plantas aquáticas.

Fonte: Rios de São Paulo

Deixe uma resposta