Dormentes roubados

Foi divulgada na mídia uma notícia sobre roubo de dormentes em MG.
Uma quadrilha foi presa por tirarem as peças das ferrovias e depois venderem às fábricas de móveis rústicos na Região Central de Minas, dá pra acreditar?

dormentes roubados em mg | imagem: em cima da notícia

Daí o consumidor final, desinformado mas com as melhores das intenções, compra esses móveis achando ainda que está fazendo a sua parte pelo meio ambiente ao optar por móveis confeccionados com madeira reaproveitada.

Por essas e outras que precisamos ser cada vez mais criteriosos ao escolhermos materiais e serviços que se apresentam como verdes, sustentáveis ou ecologicamente corretos.

É preciso fazer uma espécie de investigação sobre a origem, o processo de fabricação, seu transporte e vários outros fatores de um determinado produto, conhecida como ACV – Análise do Ciclo de Vida.
Trata-se da avaliação dos impactos ambientais associados a todas as atividades necessárias para que um produto cumpra a sua função.

O que perguntar aos fornecedores de materiais?

  • Qual a origem da sua matéria-prima (renovável, não renovável, reciclada) e que impactos gera ao meio ambiente?
  • Seu produto emite COVs (Compostos Orgânicos Voláteis) na produção e na utilização?
  • Quanta energia o seu produto consome na produção e no transporte?
  • Qual a durabilidade do seu produto?
  • Seu produto é fabricado sob condições de trabalho justas?
  • Que tipo de resíduo e quantidade o produto gera (produção, embalagem, instalação, fim da vida)? Que destinação recebem?

Confira mais informações sobre materiais e serviços sustentáveis no site da Item 6.

2 comentários em “Dormentes roubados

    1. Olá André,

      Só o fato de um material ser importado da China já o torna insustentável!
      Para ser sustentável um produto deve ter seus custos de transportes reduzidos ao máximo, onde o consumidor também tem o papel de privilegiar aqueles produzidos o mais próximo possível de sua região, minimizando também os níveis de poluição desse deslocamento.
      Portanto, desconfie sempre de produtos e serviços que se rotulam de sustentáveis e descarte os que precisam ser importados, pois nós já dispomos das nossas próprias matérias primas a serem exploradas.

      Até mais,
      Karla.

Deixe uma resposta