Planetário de São Paulo

Se você, assim como eu, nunca tinha ido ao Planetário de São Paulo, não sabe o que está perdendo.

Aproveitei a visita de um afilhado distante para conferir o passeio e acabei conhecendo um pouco mais da importância histórica do local.

Sobre o Planetário

O Planetário Aristóteles Orsini, inaugurado em janeiro de 1957, foi o primeiro da América Latina, e também pioneiro entre os planetários de grande porte no Brasil.

Um importante patrimônio histórico, científico e cultural, tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado) e pelo Conpresp (Conselho Municipal de Tombamento e Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo).

O prédio do Planetário do Ibirapuera, como é mais conhecido entre os paulistanos, passou por várias modificações e em 1999 foi interditado por problemas estruturais.
A reforma, além da restauração do edifício, também trouxe um novo projetor, o StarMaster, fabricado pela Carl Zeiss, com capacidade para avistar o céu de qualquer ponto conhecido do universo como, por exemplo, a partir de Marte.

Por usar um sistema de projeção de fibra óptica, todas as estrelas são reproduzidas em cor e brilho reais.
Já os projetores periféricos são capazes de trazer para São Paulo as imagens captadas do telescópio espacial Hubble e dos satélites da Nasa, entre outras possibilidades.

A cúpula interna tornou-se uma grande tela de projeção e o espectador tem a sensação de estar mais próximo ao céu, tornando as sessões didáticas e divertidas.

Em grandes centros metropolitanos como São Paulo, em que a observação do céu é obstruída pelos prédios altos, prejudicada pela poluição atmosférica e pela iluminação noturna, planetários constituem uma ferramenta pedagógica indispensável para o ensino básico da astronomia.

Um planetário com diretrizes pedagógicas modernas é espaço não só de populariazação de conteúdo científico, mas também de reflexão e discussão sobre o papel da ciência e da tecnologia na sociedade e no meio ambiente.

Confira algumas imagens:

o planetário do ibirapuera hoje
o planetário hoje

projetor starmaster, fabricado pela carl zeiss | imagem: o globo
projeto original
imagens do projeto original do planetário | imagem: vitruvius
projeto original do planetário - corte
projeto original do planetário - corte | imagem: vitruvius

O passeio é diversão garantida à todas as idades, confira a programação mensal do Planetário.

Maiores informações:
Local: Planetário do Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – portão 3
São Paulo – SP
Fone: (11) 5575-5206
Horários: sábado, domingo e feriados às 15h, 17h e 19h
Entrada: R$5,00 l meia entrada para estudantes, crianças menores de 12 anos e aposentados

5 comentários em “Planetário de São Paulo

  1. Ola Karla! muito oportuno seu post sobre o planetário! Eu ainda não fui desde que reinaugurou! Mas lembro que me emocionei muito quando estive lá na minha infância! Pena que hoje choveu sem parar…..bjos

    1. Olá Cláudia,

      Eu nem conhecia, acredita? Mas o passeio valeu muito a pena e encanta a todas as idades mesmo!
      Além de ser baratinho, é uma oporunidade dos pequenos conhecerem de uma maneira mais clara a tão complicada astronomia.
      Só preste atenção na programação, pois existem vários tipos de apresentações, cada uma recomendada a uma faixa etária.

      Boa sorte e até mais,
      Karla.

  2. Valeu mesmo pela dica, estava procurando uma atividade com a família e já fiquei empolgado com a idéia de ver as estrelas.

  3. obrigado por ter ajudado,por que nas ferias tem varios lugares para ir e para isso precisa ter uma escolha a cada dia .

Deixe uma resposta para Cláudia Oliveira Cancelar resposta